Pelo direito de reclamar

A história se repete: cotovelo de um jogador deles lesiona um atleta nosso. Como no ano passado, a agressão passa ilesa e nem falta é marcada. Coincidência? A reação da torcida é óbvia: revolta por mais essa lesão que tira nosso melhor zagueiro da estreia na Libertadores.

Não nos resta outra atitude a não ser reclamar da FGF e por consequência dos apitadores do Ruralito. E olhem só outra coincidência: Leandro Vuaden era o árbitro no Grenal em que Mário Fernandes também se lesionou, em 2012.

Nas redes sociais e em programas esportivos, essa reclamação da torcida gremista é tratada de forma irônica e até mesmo provocativa, como se o torcedor não tivesse o direito de defender seu clube e apontar possíveis dados que comprovem uma atitude sistemática e prejudicial contra a instituição.

Mais do que isso, alguns profissionais – do alto de sua humildade e sabedoria – tratam seu público com desrespeito e não aceitam uma opinião contrária, afinal de contas, pobres ouvintes/leitores/seguidores que nada sabem.

Os gremistas – como qualquer torcedor – têm o direito de defender seu clube e querer pautar o debate na mídia é mais um fator a ser explorado em um momento em que as redes sociais agendam a pauta jornalística.

Nós podemos sim acreditar que essas coincidências servem ao outro clube da cidade. Quem me prova o contrário?

Bolsonaro ou a navalha?

8h40min. Barbearia. O assunto era política. Falava que estamos carentes de uma referência. Citei apenas o nome de Brizola para exemplificar. Sou interrompido por um homem de meia idade.

– Tu está esquecendo de um nome.

Já imaginando a resposta, pergunto quem.

– Bolsonaro!

Um senhor ao lado do homem comemora:

– Também tem meu voto!

Para salvaguardar meu dia, me calei.

Nelson Motta, Tim e as risadas

Nesta semana assisti a uma entrevista que o genial Nelson Motta concedeu ao Roberto D’Avila, na Globo News. Qualquer papo com o Nelson me parece interessante, afinal de contas o cara tem história e conteúdo.

Lá pelas tantas a pauta foi a biografia do Tim Maia escrita por ele – que é muito boa, diga-se de passagem. Motta relatou que resolveu escrever o livro por ter uma gratidão com Tim. Segundo ele, o cantor foi a pessoa que mais fez ele sorrir na vida, e que este fato ele valorizava muito.

Talvez aí esteja um dos principais caminhos para que busquemos a improvável felicidade plena. Ter perto de nós quem nos faz rir e valorizar isso. Por mais dores que temos e teremos, não há sedativo melhor do que uma série de risadas.

DR de aniversário

Grêmio, eu sei que hoje é teu aniversário mas a gente precisa discutir a nossa relação. Eu te amo, tu sabes. Sou teu parceiro fiel há anos e nestes tempos difíceis sempre fui um companheiro leal. Mas sabe, às vezes acho que tu faz algumas coisas querendo que o nosso casamento acabe. De propósito mesmo, entende?

Essa coisa política que te cerca anda te fazendo muito mal. Tu não vê que ninguém se preocupa contigo e os tapinhas nas costas que tu recebe são pura falsidade? Como tu não enxerga que por todos os lados tu serve apenas de escadinha para briga de egos e ciúmes doentios que buscam somente o poder através de ti.

Repensa algumas coisas e busca na tua essência o que realmente importa para nós. Recupera num passado recente os valores que fomentaram nossa relação e os traz de volta. Faz aquele sentindo inicial ser revivido. Só ele conseguirá salvar o que conquistamos até hoje.

Ando cansado, mas meu amor ainda fala mais alto. Mas creio que tá na hora de tu ter um pouco de amor próprio para que juntos a gente fortaleça nosso laço. Desculpa te falar isso nesta data comemorativa, mas só quem ama e se preocupa com outro sabe o quanto é importante colocar tudo em panos limpos. Agir antes de o pior acontecer é vital para não lamentar depois.

Seguirei te amando pela eternidade, e espero que tu esteja disposto a receber tal afeto.

Feliz aniversário!

Sobre Giuliano

Pelo alto salário, veio com a obrigação de ser decisivo – coisa que nunca foi.

Era importante na engrenagem do time mas alternou boas e más atuações. Por isso, creio que a direção agiu certo em vender o atleta.

Por outro lado, precisaremos de paciência até que o time se adapte a um novo jogador que atuará por ali.

Como outros tantos, Giuliano não conquistou títulos, o que não transforma sua passagem pelo Grêmio em um período ruim.

Planejamento Estratégico da Comunicação e Análise de Cenários

A Comunicação Organizacional frente a tendências e comportamentos futuros na administração das organizações, em um contexto globalizado, dinâmico e competitivo

Artigo Planejamento Estratégico da Comunicação Corporativa

*Artigo produzido para a disciplina ‘Planejamento Estratégico da Comunicação Corporativa’ no curso de Pós-Graduação de Planejamento em Comunicação e Gestão de Crises de Imagem da PUC/RS.