Chico Buarque e MPB 4 – Roda Viva

Anúncios

ignorando o orgulho

Quando se ignora uma pessoa, tal atitude certamente foi tomada por que ela nos incomoda. Seja pelo lado bom ou ruim. Mas, por que ignorar alguém pelo “lado” bom? Talvez porque ela afete a gente de uma maneira diferente. Que traga dor e sofrimento. Vá saber!? Porém, essa não é a questão que quero abordar.

Por mais que você tente ignorar alguém, creio que essa tarefa é praticamente impossível. Ainda mais quando a pessoa a ser ignorada está muito presente no seu dia-a-dia. Claro que os “oies” e “tchaus”, que em uma relação de dois seres não é nada de mais, são evitados. Mas, um olhar inevitavelmente sempre ocorre. Se quer uma palavra é trocada e passos são dados na direção contrária para que um encontro não aconteça.

Entretanto, o simples fato de ignorar algúem já faz essa pessoa ser diferenciada. E isso nos faz pensar nela. Muito. Quando se está no mesmo ambiente então, nossa! Não sabemos onde se esconder, o que falar, como agir, falta o ar. E o pior, a falta de conversar com a pessoa, nos faz imaginar o que ela anda fazendo, se está feliz, triste, se senti falta da gente, o que comeu no almoço.

Fato é que uma pessoa ignorada é, por conseqüência, uma pessoa ímpar em nossa vida. Tomamos atitudes e medimos nossos passos e falas sempre pensando nela. Olhares não se cruzam. Um despiste rápido serve como desculpa para fingir que não olhamos nos olhos um do outro. Atravessamos a rua para não pisar no mesmo chão.

Por trás dessa atitude está nosso orgulho. Sempre cego e cheio de razão.

Pense bem no que levou você a ignorar alguém.

Você tomou a atitude certa?

Será?

novidade?

Matéria de ZH.com

Seis em cada 10 consumidores vão usar o 13º para pagar dívidas

Estudo foi realizado pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade

Alguma novidade nisso?