O que há com Mano Menezes?

Mano Menezes só foi treinar a Seleção Brasileira porque Muricy Ramalho disse não à CBF.

Mano não era o preferido de Ricardo Teixeira, que se viu sem alternativas e contratou o então treinador do Corinthians.

No Grêmio, Mano fez um bom trabalho. Além de tirar o time da Série B – fato que se repetiu na equipe paulista – levou uma equipe mediana ao vice-campeonato da América.

Já em São Paulo, levou o Timão a conquista da Copa do Brasil – com uma equipe que jogava num 4-3-3 à moda antiga.

Ainda engatinhando como um treinador de renome nacional, Mano chegou a Seleção.

Até agora o treinador não consegue fazer um trabalho, no mínimo, regular.

O escrete canarinho começou 2012 mal.

Um futuro fracasso nas Olimpíadas de Londres pode ser fatal para a pernência do treinador a frente da Seleção.

Haja vista o comportamento nada sensato de Ricardo Teixeira quanto a um projeto para o futebol nacional.

Talvez Mano esteja pagando justamente pelo descaso da CBF.

Talvez nossa safra de jogadores seja mediana e ele não consiga fazer esse time jogar mais do que vem jogando.

Talvez Mano não esteja pronto para treinar a Seleção.

Muitos são os fatores que levam a Seleção a jogar mal, mas uma coisa é certa: do jeito que está, a Seleção não passará nem perto do Maracanã em 2014.

Anúncios

A pressão da Vó

Homens e mulheres que lá pelos 30 ainda estão solteiros – independente do motivo – começam a levar uma certa pressão da família para arranjarem alguém.

As indiretas – que se multiplicam em eventos familiares como Natal, Reveillon e afins – são inúmeras.

Quem nunca ouviu de uma tia um: “E as namoradas?”.

Se você responde “estão bem”, ela retruca: “Ah, então não é uma só!”. Porém, se tu diz “não tenho”, o interrogatório começa com um: “Como assim não tem?”.

As indiretas também partem dos pais. Algumas são do tipo: “Não quero morrer sem ter um neto…”

Ou: “Tá na hora de tu namorar, hein?”

Mas nada se compara a pressão vinda da Vó.

Você está lá na casa dela comendo aquele bolo de chocolate – todas as casas de Vós têm bolo – e ela interrompe o siliêncio com a seguinte questão:

– Tu não tem namorada?

Se você fica mais de 10 minutos conversando com sua Vó, certamente ela fará sempre esse questionamento.

Coisas de Vó, é claro.