A pior ressaca

A vida noturna é uma das melhores coisas que eu conheço. Quem é frequentador assíduo dela sabe do que eu estou falando. É nela que tudo acontece. Também é nela que tiramos sempre um aprendizado a ser implantado em nosso dia a dia.

A noite também rende exageros no álcool. Quem vive na boemia já passou por maus bocados no dia posterior a um trago forte. Entretanto, pior que aquela dor de cabeça insuportável e o gosto de guarda-chuva na boca, só mesmo a ressaca moral.

Mas nem sempre ela está ligada ao abuso do álcool. Em algumas oportunidades, fazemos besteira pelo simples fato de tentar atingir, machucar ou esquecer alguém.

Foto: fodecast.com.b
Foto: fodecast.com.b

Evidente que a grande ingestão de álcool acaba sendo um facilitador para que a ressaca moral ocorra, mas ela não é álibi. Colocar a culpa na bebida acaba sendo um argumento raso e simplório por parte de quem fez a besteira.

A ressaca moral é cruel. Se vem acompanhada da dor de cabeça, fica insuportável. Passar dias pensando em uma atitude feita por impulso não é nada fácil. E aí, nem o álcool ajuda.

Só uma boa dose de arrependimento, misturada com um aprendizado a ser assimilado pode fazer com que ela seja amenizada. E o tempo, é claro.

Anúncios