Usuários do transporte público estão mais exigentes

Como usuário do transporte público de Porto Alegre, tenho notado uma diferença em relação à cobrança feita pela população sobre a qualidade do serviço. Antes praticamente inexistente, hoje ela é constante.

Talvez incentivados pelos protestos e pela mobilização que desencadeou a diminuição da tarifa e um debate sobre o transporte público na Capital, os usuários estão mais rígidos na hora de cobrar fiscais, cobradores e motoristas pelo cumprimento da tabela de horários, por exemplo.

O movimento popular que teve em Porto Alegre seu começo e se espalhou pelo Brasil, parece ter despertado em alguns uma veia escondida que está cobrando junto ao Poder Público e privado um respeito maior com o cidadão. Que todos sejam assim.

Anúncios