É 90,3!

O sábado não marca só o começo oficial da temporada de 2015, ele é simbólico também pela estreia da Grêmio Rádio Umbro, que vem para revolucionar a relação entre clube e torcida.

Desde 2007 o Grêmio tem sua rádio que era veiculada somente pela internet e agora passará a ser transmitida também pelo FM. A iniciativa contou com o apoio da Umbro, nova fornecedora de material esportivo e que dará nome à rádio. Assim nasce a Grêmio Rádio Umbro, que ocupará a frequência 90,3 FM e dará seu primeiro passo na tarde de amanhã.

E para que a Grêmio Rádio Umbro conquiste de vez seu espaço entre os gremistas e no futuro possa estar 24h no dial, já que neste primeiro momento só transmitirá os jogos com pré e pós partida, é fundamental a nossa audiência e divulgação para os demais gremistas.

Sem o nosso prestígio, a Grêmio Rádio Umbro não terá condições de fazer o que tanto queremos: um jornalismo feito por gremistas, de qualidade e parcial.

Não reclamamos tanto da imprensa? Pois bem, é hora de darmos uma chance aos jornalistas identificados que atuam no clube. Nossa audiência será fundamental para que esse projeto ousado e pioneiro dê o resultado que todos querem.

Vai na Arena e tem por hábito ouvir a partida no rádio? Sintoniza na 90,3 e alerte os torcedores ao seu lado de que o Grêmio está no FM. Tem por mania ouvir os jogos no rádio enquanto assiste pela TV? Migra para a 90,3.

Avise quem acompanha o  Tricolor só pelo rádio que estamos no FM. A Grêmio Rádio Umbro tem por objetivo estreitar a relação entre clube e torcida. Precisamos dar o recado, através da nossa audiência, que nós abraçamos o projeto.

A gente pediu, o Grêmio fez. É hora de sintonizar na 90,3!

Originalmente publicado em gremiolibertador

Anúncios

O trio final e a marcação

A grande novidade neste início de temporada é o nosso ataque. Felipão usa até agora um esquema com dois atacantes – que possuem características parecidas – e muda a cara do time. O ano do Grêmio começa no 4-4-2.

A tática muda a maneira como o time joga, é claro, e outra diferença importante estará na marcação, ponto forte da equipe no ano passado. Se no 4-2-3-1 (esquema da moda e utilizado em 2014) a marcação se dava num 4-1-4-1 ou no 4-5-1 com apenas Barcos a frente da linha da bola, no 4-4-2 ela terá outra formatação.

Felipão dá a entender que utilizará um losango no meio-campo, deixando apenas um volante fixo e dando liberdade para outros dois meio-campistas se somarem a Douglas na armação da equipe. Particularmente, acho essa formação a mais adequada quando se tem um 10, e lembro que Renato – quando contou com Douglas – também escalou o meio-campo em losango.

Com os quatro jogadores de defesa e mais os três do meio-campo, já vamos estar com oito atrás da linha da bola para marcar. Analisando o Grêmio do ano passado, faltam ainda dois para a marcação ficar igual: Douglas e mais um. Se na hora de atacar o mais natural é que Barcos saia da área para buscar jogo, a questão é saber se ele também voltará para preencher espaço, se Moreno o fará ou haverá um revezamento.

Quando falo em marcar, digo preencher espaço e deixar o time compacto, não a coisa doentia que alguns pregam de dar carrinho e outras coisas mais. Este trio final precisa apenas tirar o campo da equipe adversária e não deixar o time espaçado entre meio-campo e ataque.

A boa notícia é que no Gauchão – com exceção aos clássicos – não vamos encontrar grandes problemas defensivos e Felipão terá tempo para arrumar todos esses movimentos. Por outro lado, se na teoria nosso ataque está mais forte, ele também precisará ajudar na marcação. Claro que a primeira tarefa do trio ofensivo é balançar a rede, mas no futebol atual o sistema defensivo começa no ataque.

Originalmente publicado em gremiolibertador

Grêmio no FM: um marco na relação entre clube e torcida

Na última quinta-feira, o Grêmio anunciou que a rádio do clube – que desde 2007 vai ao ar somente pela internet – passará a ser transmitida também pelo FM. A iniciativa contou com o apoio da Umbro, nova fornecedora de material esportivo e que dará nome à rádio. Assim nasce a Grêmio Rádio Umbro, que ocupará a frequência 90,3 FM.

De forma pioneira, o Tricolor cria mais um canal de comunicação com seu torcedor, que inicialmente será utilizado somente em dias de jogos. Ou seja, você poderá acompanhar todos os detalhes da partida diretamente pelo clube, assim como ocorre via web, só que através do seu aparelho de rádio/celular. Grande avanço!

Como profissional do jornalismo, fiquei extremamente contente com a notícia. Acredito que uma instituição do tamanho do Grêmio precisa investir em comunicação para melhor se relacionar com seu público, e evidente que quando falo em comunicação não restrinjo ao conteúdo jornalístico, medidas envolvendo o Quadro Social, por exemplo, são vitais atualmente.

Em contrapartida, a qualidade desta comunicação é fator determinante para seu sucesso. O retorno da torcida ao anúncio foi rápido e não há dúvida que a partir da primeira transmissão os ouvidos tricolores darão atenção à rádio. Somando os ouvintes que já a prestigiam via web e mais os novos via FM, a responsabilidade aumenta. Como o torcedor é exigente, o jornalismo praticado pela Grêmio Rádio Umbro precisa ser de excelência, até porque no mesmo dial estarão os grandes veículos do Estado.

Este mesmo torcedor que clamou para que o clube estivesse no AM/FM – cansado das coberturas ‘imparciais’ e de um jornalismo que em determinados momentos lesa o clube – dará sua chance à Grêmio Rádio Umbro, mas só ser fanático pelo Tricolor não garantirá que ele vire ouvinte, ele precisa receber um conteúdo de qualidade ou seguirá alimentado os veículos tradicionais.

Acredito que o Grêmio saiba a grande responsabilidade que esta iniciativa traz, assim como os profissionais que já atuam na rádio desde 2007 e que agora poderão ser ouvidos no FM. A criação da Grêmio Rádio Umbro tem tudo para ser um marco na relação entre clube e torcida. Que nós façamos dar certo, o clube oferecendo um conteúdo de qualidade, e a torcida com sua audiência. Quem sabe assim, num futuro próximo, podemos ter 24h de programação só falando de Grêmio. Já pensou?

Originalmente publicado em gremiolibertador