É no gramado que importa

Maradona, Romário, Renato Portaluppi e Neto, são só alguns exemplos de jogadores que, no tempo em que atuavam, sempre tiveram problemas fora de campo. Romário e Renato, nunca negaram seus gostos pela boemia. Maradona já gostava de outras coisas, e Neto, sempre foi um cara polêmico e que aprontava das suas. A razão que os uni é simples, dentro de campo eles sempre deram conta do recado.

Adriano está sob a mira dos holofotes desde o “barraco” da última semana. A imprensa faz a cobertura de forma correta, já que a ausência do jogador por motivos pessoais é um fator de noticiabilidade. Entretanto, os moralistas que escrevem e opinam, não devem somente julgar o Imperador fora de campo, e sim dentro das quatro linhas.

Sem ele no ataque, o Flamengo jamais seria campeão brasileiro. É inegável a boa fase do jogador e a falta que ele faz ao time de Andrade. Evidente que se o caso de Adriano é um pouco mais complicado e deve ser tratado de forma séria, ele deveria se ausentar dos gramados até ficar curado. Agora, se ele gosta de tomar uma cerveja, gosta da noite, e dentro de campo se garante, deixem o rapaz viver! Ou alguém no lugar dele iria gostar apenas da pelada que envolve gols, hein?

Se dentro do campo ele comprometer, aí sim as críticas devem ser mais contundentes. Mas, se ele continuar com sua fama de baladeiro e continuar metendo um gol atrás do outro, que os moralistas parem com esse papo.

Pergunte para um flamenguista quem eles preferem: O Adriano festeiro e matador, ou qualquer outro jogador “certinho” e pouco eficiente?

Vai ser goleada, nem vale o esforço.

* para botecotimblim e tocoymevoy

Anúncios

sorte ou competência?

Maradona tem estrela. É inegável.

No sofrido jogo contra o Peru, Palermo saiu do banco de reservas e fez o gol – impedido – que salvou a Argentina.

Ontem contra o Uruguai, outro jogador saiu do banco de reservas para carimbar o passaporte dos Hermanos para a África do Sul.

Durante a coletiva de imprensa após a partida, Diego revelou que Verón pediu para ser substituído. Mesmo assim o eterno camisa 10 deixou o jogador em campo. Sabia que Verón a qualquer momento poderia ser decisivo. E foi. Foi dele o cruzamento para o gol de Bolatti.

A Argentina vem jogando mau. Não tem esquema de jogo e Maradona convocou um total de 81 jogadores até agora e não construiu uma equipe.

E daí? Eles estão na copa. E irão incomodar.

Maradona conseguirá formar uma equipe com capacidade para vencer a copa?

Ou a sorte será a grande carta na manga de Diego?

* também em tocoymevoy e botecotimblim